Segurança nas redes sociais

Mike Skyba

Segurança nas redes sociais Está a preparar-se para partir finalmente para aquela longa viagem pela Europa? Quer que o mundo saiba? Então vá à sua rede social preferida e atualize o seu estado para mostrar o seu contentamento.

Segurança nas redes sociais

“O João está entusiasmadíssimo com a viagem…” espere! Contar que vai viajar é como colocar um grande sinal luminoso a dizer “roubem-me, não vou estar em casa e não vou descobrir que o fizeram durante algumas semanas. Divirtam-se!” Apesar de as redes sociais serem uma excelente forma de se manter em contacto com familiares e amigos, , também podem ser utilizadas com fins negativos. Eis algumas sugestões que poderá seguir para se sentir mais seguro na sua rede social.

  1. Seja discreto: Tenha cuidado com o que publica na sua página de perfil, em fóruns, em mensagens instantâneas ou em qualquer forma de comunicação eletrónica, para impedir possíveis roubos de identidade ou outros tipos de ameaças. Informações como o seu nome, morada, número de telefone, data de nascimento, etc… são detalhes que deve evitar expor completamente. Seja mais genérico nas suas publicações/informações para dificultar a vida a alguém que possa querer utilizar essas informações contra si.
  2. O ceticismo é seu amigo: Apesar de as redes sociais terem toneladas de informações úteis e inúteis, é importante que mantenha um nível elevado de ceticismo. Por vezes, as pessoas mentem porque têm algo a ganhar com isso ou dizem asneiras por pura ignorância.
  3. Pense antes de se expressar: Não seja esse tipo de pessoa. Mesmo que a Internet assegure um pequeno nível de anonimato, isto não significa que não se venha a arrepender futuramente de coisas que tenha publicado. Isto inclui obscenidades, insultos ou declarações feitas de cabeça quente. Seja calmo, seja profissional. Basta pensar antes de escrever.
  4. O profissionalismo é seu amigo: Publicar imagens nas redes sociais é divertido e pode ser revelador. Por vezes, é demasiado revelador. E, por vezes, é mais revelador do que pensava inicialmente. Antes de publicar uma fotografia sua dos tempos de universidade, em que aparece a beber uma grande caneca de cerveja, lembre-se de que um futuro empregador pode ver essa fotografia e pensar duas vezes antes de o contratar. Até o/a homem/mulher dos seus sonhos pode ficar com uma ideia errada sobre si. Seja profissional, vista-se bem e, obviamente, não se dispa.
  5. Seja vigilante – Lembra-se dos bons velhos tempos dos chats do IRC? (Se não se lembrar, vou sentir-me velho). Já alguma vez pensou se aquela pessoa com quem está a falar é realmente quem diz ser? Quantas vezes é que já ouviu esta história: Um homem pensa que está a falar com uma bela mulher de 20 e poucos anos quando, na realidade, está a falar com outro homem cuja única intenção é obter informações pessoais para as utilizar contra ele. Resumindo, as pessoas nem sempre são aquilo que parecem. Até que consiga verificar aquilo que lhe estão a contar, nunca revele informações pessoais, financeiras ou profissionais.
  6. Verifique as suas definições de privacidade: Por vezes, as redes sociais permitem que outras pessoas vejam as suas informações, mesmo que não sejam seus “amigos”. No entanto, pode alterar as regras e definições de segurança ao seu gosto. Ao contrário do Contrato de Licença do Utilizador Final , que habitualmente lemos na diagonal quando instalamos um programa, é boa ideia dedicar algum tempo às definições de privacidade da sua rede social. Defina com clareza aquilo que o site fará com as suas informações, etc…

Novamente, as redes sociais são uma excelente ferramenta para se manter em contacto com as pessoas, e ter consciência do conteúdo que disponibiliza pode ser muito útil para manter as suas informações privadas e seguras.